sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O pra sempre, agente inventa...

Dentro desses anos, muitos momentos. 
Pra cada momento, dias inesquecíveis.
Pra cada lágrima, vinte sorrisos. 
Pra cada sorriso, um rosto vermelho.
Pra cada rosto, falta fôlego de tanto rir.
De janeiro à janeiro, nem um dia a menos;
todo mundo junto.
Violão como som de fundo, 
pôr do sol e lua como testemunhas.
Todo mundo canta junto,
mesmo sem saber cantar;
alguém sempre caia na gargalhada
porque o outro começava a desafinar...
Cada momento foi substituído por saudade
porque agora cada um tá num lugar,
mas pra amizade assim
a gente inventa um " para sempre"
e segue.
E ninguém pode duvidar...  

Nenhum comentário:

Postar um comentário