quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

sábado, 2 de novembro de 2013

Frase de Paul Valéry

“Os livros têm os mesmos inimigos que os homens: o fogo, a umidade, os bichos, o tempo; e o seu próprio conteúdo.”

Livros


"Livros são os mais silenciosos e constantes amigos; os mais acessíveis e sábios conselheiros; e os mais pacientes professores."
 

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

4 anos sem você



Hoje é um dia de lembranças tristes pra mim, 4 anos sem ela.
Quando lembro de tudo como era antes, bate a saudade daquela felicidade.
 Principalmente do seu apoio, do seu ombro sempre amigo.

domingo, 15 de setembro de 2013

Não é por que você tá longe de mim, que eu não possa te amar. O amor não se ver, se sente. >.<

Novo rumo

Buscando um novo rumo que faça sentido nesse mundo louco com o coração partido, eu. Tomo cuidado para que os desiquilibrados não abalem a minha fé.

domingo, 8 de setembro de 2013

Fui promovida

Promoção não é a qualquer momento e muito menos a toda hora que recebemos, por isso estou muito contente e satisfeita profissionalmente pelo novo cargo. A felicidade é ainda maior por ser indicada por uma pessoa que entrou na empresa no ano em que eu nasci e, ficar no lugar dela não vai ser nada fácil. Mais eu vou dar o meu melhor. Em apenas 5 meses na empresa receber um cargo de grande importância...a me deixa bastante orgulhosa de mim mesma. Efetivamente ninguém nem imagina o valor que este progresso representa para a minha vida profissional. Sempre procurei atuar da melhor forma possível, agora então, o meu sentimento é de poder fazer mais resultados positivos no meu trabalho.

Estou orgulhoso de estar e participar dessa equipe!

Obrigada... Regium serviço de escritório e apoio administrativo !

Resurgindo das cinzas

Enfim, depois de uma eternidade sem postar, eis que eu retorno a dar o ar da graça aqui no Blog, hehehe'

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Eternas saudades...

 
Saudades...
De quando agente conversava até a madrugada, de quando eu tinha a certeza que você taria ali no dia seguinte, sinto saudades quando me mandava musicas dizendo que lembrava de mim quando escutava, de quando me chamava toda hora só porque não tava dando atenção pra você, de quando você falava meu nome inteiro só porque sabia que iria me fazer raiva. Sinto saudades de quando agente ficava fazendo planos para o futuro, de quando você assumia um erro que eu cometi, de quando eramos mais que ‘amigos’, de quando nos falamos todos os dias, de quando você cuidava de mim, de quando se preocupava de como e aonde eu estava. Sinto saudade de quando me dava ‘puxão de orelha’ só porque não tava me cuidando, de quando deixava de fazer algo pra você só pra me agrada, de quando ficávamos cheio de saudades por passar um dia longe um do outro.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Sabedoria para todos

Sabedoria não está pelo lado de fora....está por dentro, é mente, é coração... Cultura é para todos. A leitura enriquece a alma...
 

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Incêdia em Santa Maria/RS

Fogo, fumaça, som alto, lotado de vidas. Porta trancada, sem espaço, sem saída. Almas perdidas no meio das cinzas de uma ganância sem fim. A ignorância trancou a porta, ou você paga ou você morre. Essa é a mais pura realidade, tanto em uma boate quanto na luta para a sobrevivência do nosso Dia a Dia.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Liberdade só minha...

A cada dia que passa eu mudo um pouco. E essas mudanças vão acumulando-se dentro de mim e eu não sei até quando vou conseguir aguentar. Até quando vou conseguir permanecer do jeito que sou agora. Talvez eu exploda em emoções e perceba que essas mudanças eram precisas. Ou talvez eu me sufoque e apenas ignore-as.

Os dias parecem estáticos. Minha cabeça permanece envolta por pensamentos e dúvidas e escolhas. E meus pensamentos são sempre os mesmos. Por que me sinto tão pequena e tão insegura dentro de mim mesma? Eu sei o que devo fazer para que isso passe. Mas eu não sei se vou suportar as consequências. Neste exato momento sinto uma brusca necessidade de liberdade.

Uma liberdade só minha, incapaz de ser dividida com alguém.